Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desejos Atrevidos

A loucura, devaneios e desejos de uma cabeça incapaz de ficar dentro das calças.

Desejos Atrevidos

A loucura, devaneios e desejos de uma cabeça incapaz de ficar dentro das calças.

Um dia de verão

Num dia quente de verão  desce uma longa escarpa até àquela praia deserta onde só vão amantes da fotografia como ele, e  nudistas. Após várias fotos ganha coragem e liberta-se de roupas e vergonha, estende a toalha e deita-se na areia. Tenta abstrair-se do local onde está, evita olhar em seu redor para não parecer um novato. Não consegue no entanto evitar olhar para um dos mais belos corpos que já havia visto em toda a sua vida.  Uma mulher quarentona, de seios empinados, barriga lisa e rabo firme.  Seu pau, pouco habituado a este ambiente deu sinal de vida e apontou o céu.  Ela repara ri-se,  ele cora envergonhado.  Ela aproxima-se e diz:

"Vejo que é novo por aqui".

Ele responde afirmativamente.

"Pela máquina, vejo que gosta de belas paisagens".

"Sim, muito. Adoro fotografar."

"Não era bem nessa máquina que estava a referir. Pelo sinal de vida que deu, considerou-me como bela paisagem. "

Corou mais um pouco mas lá respondeu:

"Das melhores que já vi na minha vida."

"Venha, há mais praia para conhecer."

Nem nos mais íntimos desejos ele imaginou que tal pudesse acontecer, seguiu-a para uma visita ao um dos cantos mais escondidos da praia. 

"É sempre bom saber que alguém nos deseja", diz ela enquanto se baixa e lhe proporciona uma das melhores mamadas de sempre. Com uma habilidade nata, passa a língua pelo seu membro, pelas bolas e chupa como se fosse a última vez que faria na vida, fazendo-o vir-se abundantemente.

Regressam à toalha e pergunta se lhe empresta o telemóvel. Digita um número e diz:

"Não havia condições de segurança para mais. Este é o meu número.  Ligue-me para acabar o que ficou a meio." 

Afastou-se, deixando-o  atónito a olhar para aquele pedaço de mau caminho.

 

 ,

17 comentários

Comentar post